Seg. - Sex.: 07h30-21h30 | Sáb.: 08h-12h

(51) 2125-0505
(51) 2125-0505
Av. Cristóvão Colombo, 1691 - , Porto Alegre - RS
Seg. - Sex.: 07h30-21h30
Sáb.: 08h-12h

Para efetuar um pré-agendamento preencha seus dados. Nossos atendentes entrarão em contato.

Blog Mulher&Saúde

Câncer de Mama: Mitos e Verdades - Dra. Beatriz Bohrer do Amaral


Ter um fator de risco para câncer de mama, significa que você vai desenvolver a doença: FALSO

Nenhum fator de risco sozinho ou combinado com outros indica com certeza o desenvolvimento de câncer de mama. Existem vários fatores que podem aumentar o seu risco, alguns de forma muito leve, como fumar, ingerir mais de 5 doses de bebida alcoólica por semana, ter a primeira menstruação antes dos 12 anos e a última depois dos 50 e ter tido o primeiro filho depois dos 30 anos. Se você tiver vários destes fatores, o seu risco pode tornar-se mais significativo. Mas, mesmo que você tenha uma alteração genética na sua família que predisponha a este câncer, não quer dizer que você terá a doença. Os genes BRCA1 e BRCA2 são fatores de risco importantes, porém 20 a 60% das mulheres portadoras destes genes nunca desenvolverão câncer de mama.

Não ter ninguém na família com câncer de mama, significa que você nunca terá a doença: FALSO

Toda mulher pode ter câncer de mama. Até alguns homens! O fator de risco mais forte para câncer de mama é uma alteração genética, mas apenas 10% de todos os casos de câncer de mama são hereditários. Cerca de 85% das mulheres que apresentam a doença não tem história familiar. Esta é a razão principal pela qual todas as mulheres devem fazer a mamografia anual após os 40 anos.

Câncer de mama é herdado só do lado materno e não do paterno: FALSO

Hoje sabemos que os genes do câncer de mama podem ser herdados também do lado paterno. Portanto, informe-se a respeito de casos em mulheres e homens, tanto na família da sua mãe, como na de seu pai. Câncer de mama acontece também em homens, na proporção de 1 caso para cada 100 casos em mulheres. Na população masculina, a doença está mais associada a alterações genéticas (BRCA2), portanto é importante informar ao seu médico se você tiver algum homem na sua família com câncer de mama.

Não há razão para preocupar-se com câncer de mama antes da menopausa: FALSO

As chances de ter câncer de mama realmente aumentam com o passar dos anos, mas a doença pode ocorrer em qualquer idade. Esta é a razão pela qual todas as mulheres precisam estar atentas. A mamografia anual é recomendada para as mulheres após os quarenta anos, mas o seu médico pode recomendar iniciar o exame mais cedo se você tiver história de câncer de mama em familiares jovens. Além da mamografia, é importante também que você realize o autoexame mensal e que um profissional da saúde faça o exame clínico anual das suas mamas.

Usar desodorante anti-perspirante aumenta o seu risco de ter câncer de mama: FALSO

Este é um mais um boato divulgado através de internet. Não existe nenhuma evidência de que os desodorantes em geral e os anti-perspirantes em particular possam causar câncer, ou por impedirem que a mama elimine determinadas toxinas, ou por conterem substâncias químicas tóxicas que seriam absorvidas pela pele.

Se você tem seios pequenos, tem menos chance de ter câncer de mama: FALSO

O tamanho não importa. Qualquer mulher com mamas pode apresentar câncer.

A mamografia pode prevenir o câncer de mama: FALSO

Um estudo recente demonstrou que 30% das mulheres acreditam que a mamografia previne o câncer de mama. Isto é incorreto. A mamografia não previne, mas sim é capaz de detectar o câncer precocemente, antes que ele seja palpável ou se manifeste através de outros sinais clínicos. A detecção precoce permite que o câncer de mama seja curável em 90% dos casos.


Voltar

Buscar

Histórico